Dedicado ao meu Pai

Ivo Fanciullini, Presidente da câmara de San Gimignano de 1955 a 1972

Ivo Fanciullini

A empresa agrícola Casanova di Pescille foi fundada por Ivo Fanciullini, meu pai, Presidente da câmara de San Gimignano 1955-1972. Assumiu o cargo de Presidente da câmara, muito jovem, apenas 10 anos após a passagem da guerra. Com Ivo Fanciullini abre-se uma nova fase na vida de San Gimignano: as batalhas para a defesa da democracia e os programas para o renascimento da economia da cidade.

Ivo Fanciullini soube realizar por muitos anos as novas exigências da cidade, dando voz e entusiasmo ao empenho para o desenvolvimento de dois dos setores fundamentais da nossa economia: a agricultura exausta pela crise e pelo êxodo dos agricultores; o turismo, ainda longe de ter revelado as suas potencialidades.

Ele tinha feito parte daquele grupo de jovens que a partir dos anos duros da Resistência e da luta anti-fascista tinha ganho o incentivo para dedicar sua vida à atividade política e sindical e à administração dos assuntos públicos. A sua tinha sido uma "escolha de estilo de vida" que, naqueles tempos, significava sacrifícios e renúncias, não apenas pessoais, mas também para a família. Deixou o cargo quando tinha apenas 46 anos, quando pensou que era o momento oportuno para deixar o posto a energias mais frescas e mais jovens.

Em 1986 compra Casanova di Pescille e depois de um cuidadoso restauro, transforma-a numa das mais belas quintas para Hotel Fazenda de San Gimignano, na província de Siena.

25 de abril de 2015, o prefeito Giacomo Bassi em nome dos cidadãos de San Gimignano chamou uma avenida para o meu pai.

Roberto Fanciullini